VACINA TRÍPLICE VIRAL (MMR): SARAMPO-CAXUMBA-RUBÉOLA

<span><strong>Tempo de leitura:</strong></span> 5 minutos 


Vacina tríplice viral ou MMR

A vacina tríplice viral, também conhecida como MMR (Measles-Mumps-Rubella), é uma vacina combinada segura e eficaz que protege contra 3 doenças separadas – sarampo, caxumba e rubéola – em uma única dose.

A imunização completa requer vacinação com 2 doses.

Sarampo, caxumba e rubéola são infecções virais altamente infecciosas que podem ter complicações sérias e potencialmente fatais, incluindo meningite, encefalite e surdez.Essas infecções também podem levar a complicações na gravidez que afetam o feto, e podem levar ao aborto espontâneo e a malformações.

Vacina tríplice viral (MMR) para bebês e pré-escolares

A vacina tríplice viral é parte do esquema de vacinação de rotina, sendo a primeira dose com 1 ano de idade e a segunda dose como tetraviral (incluindo a varicela, também conhecida como catapora) com 1 ano e 3 meses.

publicidade



A vacina MMR às vezes pode ser administrada a bebês a partir dos 6 meses de idade, se eles tiverem sido expostos ao vírus do sarampo ou durante um surto de sarampo.

Bebês com menos de 6 meses de idade não recebem rotineiramente a vacina MMR.

Isso ocorre porque os anticorpos contra sarampo, caxumba e rubéola passados da mãe para o bebê no momento do nascimento são mantidos e podem funcionar contra a vacina, o que significa que a vacina geralmente não é eficaz.

Estes anticorpos maternos diminuem com a idade e quase desaparecem quando o vacina é administrada normalmente – por volta de 1 ano de idade.

A vacinação com a tríplice somente é recomendada para bebês de 6 a 9 meses de idade se eles estiverem com alto risco de se infectar em certas circunstâncias, como durante um surto de sarampo.

Mas essas crianças podem não ter proteção suficiente com essa dose precoce, de modo que ainda precisarão das doses padrão de MMR entre 12 e 13 meses.

MMR para crianças mais velhas

Crianças mais velhas e pessoas até aos 18 anos de idade que falharam, ou apenas parcialmente completaram, a sua vacinação devem completar a imunização.

MMR para mulheres que planejam a gravidez

Se a mulher está pensando em engravidar, ela deve verificar se está totalmente protegida contra sarampo, caxumba e rubéola e realizar a imunização, se necessário.

A infecção por rubéola na gravidez pode levar a sérios defeitos congênitos e aborto espontâneo.

A mulher deve evitar engravidar durante 1 mês após a vacinação com MMR.

A vacina tríplice viral não é adequada para mulheres que já estão grávidas.

MMR para adultos não imunes

A Tríplice Viral também pode ser administrada a adultos que não estão imunizados.

Isso inclui:

  • pessoas nascidas entre 1970 e 1979, que podem só ter sido vacinadas contra o sarampo
  • pessoas nascidas de 1980 a 1990, que podem não estar protegidas contra caxumba

Mesmo se a pessoa já tiver sido vacinada antes, se não tiver certeza, uma nova dose não vai prejudicá-la e é recomendado que faça.

Como funciona a vacina Tríplice Viral

A MMR contém versões enfraquecidas (atenuadas) dos vírus vivos do sarampo, da caxumba e da rubéola.

A vacina funciona ativando o sistema imunológico para produzir anticorpos contra estes vírus.

Se a pessoa entrar em contato com um desses vírus, o sistema imunológico irá reconhecê-lo e produzir imediatamente os anticorpos necessários para combatê-lo.

A vacinação com esses vírus enfraquecidos não faz a pessoa vacinada transmitir o vírus e causar infecção em outras pessoas.

A vacina Tríplice Viral causa autismo?

Tem havido alguma controvérsia sobre se a vacina MMR pode causar autismo após um estudo de 1998 pelo Dr. Andrew Wakefield.

Em seu artigo publicado na revista médica The Lancet, o Dr. Wakefield afirmou que existe uma ligação entre a vacina MMR e autismo ou doença intestinal.

publicidade



Mas o trabalho de Andrew Wakefield, desde então, foi completamente desacreditado e ele foi afastado como médico no Reino Unido.

Estudos subsequentes nos últimos 9 anos não encontraram nenhuma ligação entre a vacina MMR e autismo ou doença intestinal .

Efeitos colaterais da Tríplice Viral

A MMR é muito segura e eficaz.

Ser vacinado com a MMR é muito mais seguro do que ter caxumba, sarampo ou rubéola.

Como existem 3 vacinas separadas dentro de uma única injeção, diferentes efeitos colaterais podem ocorrer em momentos diferentes.

A maioria das pessoas não apresenta efeitos colaterais da vacina.

Os efeitos colaterais da MMR são geralmente leves.

É importante lembrar que eles são mais leves do que as possíveis complicações do sarampo, da caxumba e da rubéola.

Raramente, as crianças que recebem a vacina MMR podem sofrer uma convulsão causada por febre. Mas essas crises não foram associadas a nenhum problema de longo prazo.

Os efeitos colaterais incluem:

  • desenvolver uma forma leve de sarampo que dura 2 a 3 dias e que não é contagiosa
  • desenvolver uma forma leve de caxumba que dura um dia ou dois e que também não é contagiosa

Alguns adolescentes e mulheres adultas experimentam dor ou rigidez articular temporária após receber a vacina.

Menos de 1 em 1 milhão de doses provoca uma reação alérgica grave.

Relatórios extensos da Academia Americana de Pediatria, do Instituto de Medicina e dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças concluem que não há ligação entre a vacina MMR e o autismo.

Quando tomar ou não tomar a vacina Tríplice Viral

Quem não precisam da vacina

A pessoa não precisa de vacina se:

publicidade



  • Teve duas doses da vacina MMR após 12 meses de idade
  • Fez exames de sangue que demonstrem sua imunidade ao sarampo, caxumba e rubéola
  • Nasceram antes de 1957 – a maioria das pessoas nessa faixa etária foi provavelmente infectada pelo vírus naturalmente e tem imunidade

Além disso, a vacina não é recomendada para:

  • Pessoas que tiveram uma reação alérgica com risco de vida ao antibiótico neomicina ou a qualquer outro componente da vacina MMR
  • Gestantes ou mulheres que planejam engravidar nas próximas quatro semanas
  • Pessoas com sistema imunológico severamente comprometido

Aqueles que devem receber a Tríplice viral

A pessoa deve se vacinar se não se encaixar nos critérios listados acima e se:

  • É uma mulher não gestante em idade fértil
  • Trabalhar em hospital, centro médico, creche ou escola
  • Planeja viajar para o exterior ou fazer um cruzeiro

Aqueles que devem esperar para se vacinar

A pessoa deve considerar aguardar se:

  • Está moderadamente ou gravemente doente.
  • Está grávida. A gestante deve esperar até depois do parto.

Aqueles que devem verificar a necessidade com o médico

A pessoa deve conversar com o médico antes de se vacinar para caxumba se:

  • Tem câncer
  • Tem um distúrbio sanguíneo
  • Tem uma doença que afeta o sistema imunológico, como HIV / AIDS
  • Está sendo tratada com drogas, como esteróides, que afetam o sistema imunológico
  • Recebeu outra vacina nas últimas quatro semanas

Referências

Doctissimo Santé

Mayo Clinic

NHS England

Curta e Compartilhe!
(Visited 439 times, 1 visits today)

publicidade


Curta e Compartilhe!