CAXUMBA: PREVENÇÃO, SINTOMAS E TRATAMENTO
Curta e Compartilhe!
Tempo de leitura: 4 minutos

O que é caxumba

A caxumba é uma infecção viral que afeta principalmente as glândulas produtoras de saliva localizadas próximo às orelhas.

Esta infecção pode causar inchaço em uma ou ambas destas glândulas.

A caxumba era comum até que a vacinação contra a caxumba tornou-se parte do calendário de vacinação. Desde então, o número de casos caiu drasticamente.

No entanto, surtos de caxumba ainda ocorrem, e o número de casos tem aumentado nos últimos anos. Esses surtos geralmente afetam pessoas que não são vacinadas e ocorrem em ambientes de contato próximo, como escolas.

Complicações de caxumba, como a perda auditiva, são potencialmente graves, mas raras.

Não há tratamento específico para a caxumba.

Sintomas e sinais

Algumas pessoas infectadas com o vírus da caxumba não apresentam sinais ou sintomas ou apresentam quadros muito leves.

Quando os sinais e sintomas se desenvolvem, eles geralmente aparecem cerca de duas a três semanas após a exposição ao vírus.

O principal sinal são as glândulas salivares inchadas que fazem com que as bochechas fiquem inchadas. Outros sinais e sintomas podem incluir:

  • Dor nas glândulas salivares inchadas em um ou ambos os lados do rosto
  • Dor ao mastigar ou engolir
  • Febre
  • Dor de cabeça
  • Dores musculares
  • Fraqueza e fadiga
  • Perda de apetite

Quando procurar um médico

Consulte o médico tiver sinais e sintomas de caxumba.

A caxumba é altamente contagiosa por cerca de nove dias depois que os sintomas aparecem.

Enquanto não for ao médico:

  • A pessoa deve descansar o máximo possível
  • Deve tentar aliviar os sintomas com compressas frias e analgésicos de venda livre, como ibuprofeno e paracetamol

Caxumba tornou-se incomum, então é possível que outra condição esteja causando os sinais e sintomas.

Glândulas salivares inchadas e febre podem indicar:

  • Glândula salivar obstruída
  • Outra infecção viral

Causas

Esta doença é causada por um vírus que se espalha facilmente de pessoa para pessoa através da saliva infectada.

Se a pessoa não está imune, pode contrair caxumba respirando gotículas de saliva de uma pessoa infectada que acabou de espirrar ou tossir.

A pessoa também pode contrair caxumba ao compartilhar utensílios ou copos com alguém que tenha caxumba.

Complicações

As complicações da caxumba são raras, mas algumas são potencialmente graves.

A maioria das complicações da caxumba envolve inflamação e inchaço em alguma parte do corpo, como:

  • Testículos: Essa condição, conhecida como orquite, faz com que um ou ambos os testículos inchem em homens que atingiram a puberdade. A orquite é dolorosa, mas raramente leva à esterilidade.
  • Cérebro: As infecções virais, como a caxumba, podem levar à inflamação do cérebro (encefalite). A encefalite pode causar problemas neurológicos e pode ser fatal.
  • Membranas e fluido ao redor do cérebro e da medula espinhal: Essa condição, conhecida como meningite, pode ocorrer se o vírus da caxumba se disseminar pela corrente sanguínea e infectar o sistema nervoso central.
  • Pâncreas: Os sinais e sintomas da pancreatite, incluem dor na parte superior do abdome, náuseas e vômitos.

Outras complicações da caxumba incluem:

publicidade

  • Perda de audição: A perda auditiva pode ocorrer em um ou ambos os ouvidos. Embora rara, a perda auditiva é às vezes permanente.
  • Problemas cardíacos: Raramente, a caxumba tem sido associada a batimentos cardíacos anormais e doenças do músculo cardíaco.
  • Aborto espontâneo: Contrair caxumba enquanto estiver grávida, especialmente no início da gravidez, pode levar ao aborto espontâneo.

Prevenção

A melhor maneira de prevenir é ser vacinado contra a doença.

A maioria das pessoas tem imunidade quando estão totalmente vacinadas.

A vacina contra caxumba é geralmente administrada como uma inoculação combinada de sarampo-caxumba-rubéola (MMR), que contém a forma mais segura e eficaz de cada vacina.

Duas doses da vacina MMR são recomendadas antes de a criança entrar na escola. Essas vacinas devem ser dadas quando a criança está:

  • Entre as idades de 12 e 15 meses
  • Entre as idades de 4 e 6 anos

Estudantes universitários, viajantes internacionais e profissionais de saúde, em particular, são encorajados a se certificar de que receberam duas doses da vacina MMR. Uma dose única não é completamente eficaz na prevenção de caxumba.

Uma terceira dose de vacina não é recomendada rotineiramente. Mas o médico pode recomendar uma terceira dose se a pessoa estiver em uma área com surto da doença.

Saiba mais sobre a vacina Tríplice Viral ou MMR.

Diagnóstico

O diagnóstico é realizado na história de a pessoa não ter sido vacinada e no exame clínico, ou seja, nos sinais da doença no corpo.

O médico pode preferir solicitar um exame de sangue para verificar a presença de anticorpos contra a caxumba, se uma confirmação laboratorial for necessária.

Tratamento

A caxumba é causada por um vírus, portanto, os antibióticos não são eficazes.

A maioria das crianças e adultos se recupera de um caso simples de caxumba dentro de algumas semanas.

Pessoas com caxumba podem voltar ao trabalho ou à escola com segurança cerca de cinco dias após o aparecimento de sinais e sintomas.

Como tratar casos leves

O descanso é o melhor tratamento.

Não há como acelerar a recuperação.

Alguns procedimentos para aliviar o desconforto:

  • Tomar analgésicos de venda livre, como o paracetamol ou um anti-inflamatório não-esteróide, como o ibuprofeno para aliviar a febre e a dor.
  • Usar uma compressa fria por 15 minutos, 2 vezes por dia, para aliviar a dor das glândulas inchadas.
  • No caso dos meninos, usar um suporte atlético (como um tipo de suspensório) e compressas frias para aliviar a dor nos testículos.
  • Evitar alimentos que exijam muita mastigação.
  • Evitar alimentos ácidos, como frutas cítricas ou sucos, que estimulam a produção de saliva.
  • Beber grande quantidade de líquidos.

Quando ficar alerta

Se a criança tiver caxumba, deve-se ficar alerta para possíveis complicações.

São sinais de alerta:

  • Febre de 39 C ou maior
  • Problemas para comer ou beber
  • Confusão mental ou desorientação
  • Dor abdominal
  • Nos meninos, dor e inchaço dos testículos

Referências

Doctissimo Santé

Mayo Clinic

NHS England

(Visited 75 times, 1 visits today)

publicidade