CONSTIPAÇÃO INTESTINAL (PRISÃO DE VENTRE): O QUE FAZER

Tempo de leitura: 4 minutos 


O que é constipação intestinal

A constipação intestinal, também conhecida como prisão de ventre ou intestino preso, um problema muito comum na infância.

Uma criança constipada tem evacuações pouco frequentes ou fezes duras, secas ou grossas

Causas comuns incluem a retirada precoce das fraldas e mudanças na dieta.

Felizmente, a maioria dos casos de constipação em crianças é temporária.

publicidade



Incentivar o seu filho a fazer mudanças na dieta simples – como comer mais frutas e vegetais ricos em fibras e beber mais água – pode ajudar muito a aliviar a constipação.

O médico de seu filho pode utilizar medicações para  tratar a constipação de uma criança se necessário.

Sintomas

Sinais e sintomas de constipação em crianças podem ser diversos , o mais comum são fezes grossas.

Geralmente essas crianças não evacuam diariamente.

Movimentos intestinais aumentados para eliminar bolos fecais que são duros, secos e difíceis de passar.

Fezes de grande diâmetro que podem obstruir o vaso sanitário são responsáveis por dor abdominal e dor ao evacuar, ocasionando até sangue nas fezes.

Fissuras anais são  dolorosas podem sangrar e as vezes só curam com cirurgia.

Dor abdominal se torna crônica, mas a família geralmente atribui a outros fatores.

publicidade



Traços de fezes líquidas ou semelhantes a argila na roupa intima são complicações por um fecaloma obstruindo o final do intestino.

Com o passar do tempo a criança tenta não evacuar quando tem vontade por causa da dor.

Vai realizar movimentos como cruzar as pernas, apertando as nádegas, torcendo o corpo ou fazendo caretas ao tentar segurar as fezes.

Quando procurar um médico

A constipação em crianças geralmente não é grave.

No entanto, a constipação crônica pode levar a complicações ou sinalizar uma outra doença.

Leve seu filho ao médico se a constipação durar mais de duas semanas ou se estiver acompanhada por:

  • Febre
  • Vômito
  • Sangue nas fezes
  • Abdome globoso
  • Perda de peso
  • Fissuras anais
  • Protrusão intestinal fora do ânus (prolapso retal)

Causas da constipação intestinal

A constipação ocorre mais comumente quando os resíduos ou fezes se movem muito devagar através do trato digestivo, fazendo com que as fezes fiquem duras e secas.

Muitos fatores podem contribuir para a constipação em crianças, incluindo:

Retenção: seu filho pode ignorar o desejo de evacuar porque está com medo do banheiro ou não quer parar de brincar.

publicidade



Algumas crianças retêm quando estão longe de casa porque se sentem desconfortáveis ​​usando banheiros públicos.

Movimentos intestinais dolorosos causados ​​por fezes grandes e duras também podem levar à retenção.

Se dói para eliminar as fezes, a criança  pode tentar evitar uma repetição da experiência angustiante.

Se a retirada das fraldas do bebê for cedo demais, a criança pode se rebelar e prender as fezes.

Se a retirada das fraldas se torna uma batalha de vontades, uma decisão voluntária de ignorar a vontade de fazer cocô pode rapidamente se tornar um hábito involuntário difícil de mudar.

Uma alimentação balanceada é essencial para não apresentar doença intestinal.

Lembrar que após resolver a constipação deve manter esses hábitos alimentares.

São necessários alimentos ricos em fibras como frutas legumes e verduras para ter um habito intestinal saudável.

É importante lembrar que nada substitui a ingesta de água.

Na iniciação da dieta não se deve oferecer alimentos triturados para os bebês. Como estão iniciando a alimentação, o ideal é amassar os alimentos.

Mudanças na rotina: quaisquer mudanças na rotina do seu filho – como viagens, mudança de ambiente ou estresse – podem afetar a função intestinal.

As crianças também são mais propensas a experimentar constipação quando começam a escola fora de casa.

História de família

As crianças que têm familiares que são constipados têm maior probabilidade de desenvolver constipação.

Isso pode ser devido a fatores genéticos ou ambientais compartilhados.

Raramente constipação em crianças indica uma malformação anatômica, um problema do sistema metabólico ou digestivo ou outra doença associada.

Fatores de risco

As crianças que apresentam mais risco:

  • São sedentários
  • Não comem bastante fibras
  • Não bebem água suficiente
  • Tome certos medicamentos, incluindo alguns antidepressivos
  • Tem uma doença que afeta o ânus ou o reto
  • Ter um histórico familiar de constipação

Complicações

Embora a constipação em crianças possa ser desconfortável, geralmente não é grave.

Se a constipação se tornar crônica, as complicações podem incluir:

  • Dores dolorosas na pele ao redor do ânus (fissuras anais)
  • Prolapso retal, quando o reto sai do ânus
  • Retenção de fezes
  • Evitar evacuações por causa da dor, o que faz com que as fezes impactadas se acumulem no cólon e no reto e vazem (encoprese)

Prevenção

Os alimentos ricos em fibras são necessários pra prevenir e tratar a constipação.

Consuma mais alimentos ricos em fibras, como frutas, legumes, feijão e cereais integrais e verduras.

Se não está acostumado a uma dieta rica em fibras, comece adicionando alguns alimentos diariamente.

Incentive as crianças a beber muita água, é essencial para o tratamento e evita uma nova constipação.

Promova a atividade física. A atividade física regular ajuda a estimular a função intestinal normal.

Crie uma rotina de banheiro.

Observe o horário que a criança geralmente evacua.

Se for à noite, por exemplo, tenha o hábito diário de sentar 20 minutos após o jantar no vaso sanitário.

Regularmente reserve tempo após as refeições para o seu filho usar o banheiro. Se necessário, forneça um apoio para os pés.

Os pés têm que estar apoiados para relaxar a musculatura  que auxilia na eliminação das fezes.

Referências

Doctissimo Santé

Mayo Clinic

NHS England

Curta e Compartilhe!
(Visited 332 times, 25 visits today)

publicidade


Curta e Compartilhe!